Obras, lombas, buracos e outros factos

quem ‘manda’ nas estradas, não anda nelas.

quem autoriza que se façam obras, buracos e valas, não as inspeciona devidamente.

na verdade, ninguem se preocupa muito, pois as mesmas são feitas para o mais comum dos mortais e não própriamente para os senhores doutores e senhores engenheiros.

para esses a vida só existe nas autoestradas e vias rápidas, locais onde a plebe não circula, ou por ser a pagantes ou porque simplesmente essa via rápida, de rápida não tem nada ou não leva mesmo a lugar nenhum de interesse.

para mim, quando ando com a minha acelera decrépita, sinto todos estes buracos, lombas, irregularidades do piso, ‘bandas sonoras’, tinta sinalizadora de qualquer coisa.

tudo, mas mesmo tudo passa pela suspensão e vai directo ao corpinho…

e depois… quem é que se lembra de fazer cortes na estrada de forma completamente aleatoria? pior, quem é que aceita que depois do corte, só tapem o que cortaram, deixando assim uma estrada perfeitamente violada e impraticavel.

só mesmo cá… incompetentes!

meus senhores, passem por lá de vez em quando e com um carro tipico da população portuguesa, um da gama baixa-baixa e com pelo menos 12 anos. logo ficam a perceber do que é que eu estou a falar.

categorias: coisas da minha mona,