a

49 anos e muito pouca paciência

preciso de colocar coisas no ether, coloca-las de forma pública para que outros entendam “cenas”, já que a paciência tem sido pouca.

ando farto de muita coisa, especialmente das pessoas e suas atitudes. penso que tenho criado uma certa aversão à estupidez, o que é mais ou menos espectável numa pessoa que esteja há mais de 10 anos na mesma organização.

farto das decisões da política por decreto, farto da falta de decisões em processos fundamentais que vão afectar toda a organização, farto da falta de tomates para enfrentar o que tem que ser enfrentado e finalmente, a falta de visão de como é que a organização se quer ver a si mesma daqui a vá, cinco anos.

fundamentalmente, porque se queremos ser uma “coisa” de referência no panorama das “coisas”, temos que sair da nossa zona de conforto, conhecer e abraçar as novas tecnologias, de forma realmente isenta das buzzwords da corja de vendilhões que ronda os céus.

ou seja, não é por irmos para a cloud que seremos mais eficientes. a única coisa que a cloud quer dizer é que se vai dar dinheiro a terceiros.

para evoluir a sério e com honestidade, é preciso abordar o assunto do umbigo, temos que deixar MESMO de olhar só para ele.

apesar de a organização ter já mais de uma década, o mindset mantém-se no final do século 20, na era do MS-DOS. a formatação é de 80×25 sem cores e não existe rato. a documentação é em blocos de notas do merceeiro e deixamos de usar telex e passou-se ao fax…

na parte de quem tem que administrar sistemas de janelas, não há qualquer interesse em automatizar o trabalho, criar scripts para facilitar processos, documentar situações a ter cuidado, não se preparam bases de dados de equipamento e serviços prestados, trabalha-se com folhas de cálculo.

e não há organização nem (drumroll) planeamento

qual é o resultado disto tudo?

nada, não temos NADA

e passado uns anos temos pessoal altamente qualificado, mas desmotivado, toneladas de sistemas que foram sendo instalados e alguns (críticos) que ninguém sabe exactamente o que é que fazem

ninguém é responsável seja pelo que for, ninguém aprendeu com os erros do passado e claro, os mesmos erros continuam a ser cometidos com cada novo sistema que é colocado em produção.

simpático, não acham?

 

e por muito que digam, este senhor, não sendo um guru da coisa, diz montes de verdades neste vídeo, ide ver, ide!

categorias: coisas da minha mona,