na ponta da cana

uma semana depois de ter voltado, tenho que por em escrita grande parte daquilo que vi lá pelos lados das caraíbas.

sim, estive na “isla hispaniola”, nome que o nosso Colombo lhe deu assim que chegou á Índia do Oeste.

esta ilha, agora políticamente dividida ao meio, tem dois países, o Haiti e a República Dominicana.

o Haiti, muito pobre, não é destino de férias, por razões que nem eu percebo bem. terá provavelmente a ver com o facto de ser uma ex-colónia francesa, populada maioritáriamente por escravos trazidos de África.

a República Dominicana é igualmente pobre, mas tem a ‘vantagem’ de ter uma linhagem hispânica e também de ter as melhores praias da ilha, tanto do lado Atlântico como do lado do Mar Caribe.

Punta Cana é um dos destinos preferidos para férias pelos europeus, tem a particularidade de ser o destino com menos horas de voo (8 para lá, 7 para cá), e tem em geral o clima moderadamente quente.

%%%

bom, ao chegar, fomos brindados com um ‘bafo’ indescritívelmente quente, e com um nível de humidade bastante elevado. já o esperávamos de certa forma, as previsões de 32C assim o anunciavam.

também sabiamos que iriamos ter chuva, o que se veio a provar divertido, pois todo o resort está situado num pântano, e claro, os lagos de àgua são mais ou menos inevitáveis. andar de chinelos pela àgua ou inclusivamente com o chapeu de chuva, passou a ser comum.

o resort não tinha nada de especial em essencia, é mais um de muitos por lá. está muito bem situado, numa zona em que não tem mais nenhum ao redor e também não tem uma forte presença náutica, o que evita a àgua do mar demasiadamente poluída.

a praia é um sonho, areia branca (desta vez trouxe uma amostra), coqueiros e palmeiras espalhados a fornecer sombra e algumas palhotas para o descanso absoluto.

a comida é fantástica, sem no entanto ter os luxos do marisco. a fruta é sublime, nunca antes tinha estado neste lado do atlântico em pleno verão, e claro que a manga, a papaia e mesmo o ananás eram divinais.

passando um pouco á frente, o que falta mesmo é voltar, ao sol, ao calor e ao descanso… até Setembro, mais propriamente 😛

categorias: coisas da minha mona,