dois dias, duas aulas, duas quedas

uns dizem que é simples, outros não.

uns dizem que a experiência é tudo, outros que não é bem assim

eu, cá para mim, acho que o problema está na forma como se ensina, ou nem por isso.

estou um pouco frustrado, é verdade. mas de facto ter ‘aulas’ de condução onde o instrutor se limita a fumar o cigarrito e falar ao telemovel, dizendo, ” vá, continue a fazer oitos”, sem de facto explicar, cria frustração a qualquer um.

o ensino está mal por este país, e seja que tipo de ensino seja. quer workshops, palestras, quer cursos presenciais, quer à distância… é tudo menos ensino.

ensinar não é só explicar e falar, mas essencialmente ouvir o que o instruendo tem para dizer.

já me fartei de explicar que se não me explicam eu não adivinho e não consigo fazer o que pretendem, parece-me lógico, certo?

por isso, de todas as vezes que a mota tiver que ir ao chão, irá mesmo ao chão, quero lá saber.

caguei

categorias: coisas da minha mona,