o ritmo segue, como sempre lento

não tenho escrito, é um facto, não há como escapar.

não que não goste de escrever aqui, mas tenho trabalhado na escrita da minha vida.

é verdade, o programa das novas oportunidades para o secundário é puxado. requer concentração, requer paz de espírito, mas requer também tempo, muito tempo.

a memória tem que estar a funcionar a 110%, tem que ser precisa e objectiva. uma palavra que usam muito é reflexividade… mas que raio de palavra.

por muito pouco interessante que a nossa vida seja, há sempre lugar para a certificação, e tudo, mesmo tudo conta. coisas tão simples como descrever as ferramentas com que trabalhamos ou trabalhámos, a rotina do dia-a-dia, as opções que fomos tomando, as opiniões, tudo conta.

e como tudo conta, lembrar, escrever, recordar toda uma vida dá trabalho, muito trabalho.

tem sido tão mau que durante quinze dias nem sequer passei dez minutos a jogar os meus jogos preferidos…

mesmo que eu tenha que sofrer um pouco, a recompensa do trabalho é suficiente e superará toda a ‘dor e sofrimento’ que for tendo pelo caminho.

quanto aos portateis das novas oportunidades, falarei noutro post, é que continuo à espera deles…

categorias: coisas da minha mona,