o poder do ganha pão

pois é, eu tinha um monte de histórias para contar sobre as minhas férias pelo Gerês.

mas acabei por deixar ficar para trás todo o detalhe sobre as mesmas, restam os resumos. a necessidade de concentrar todo o meu ser no trabalho e dedicar a força restante no descanso, fizeram com que isto tivesse passado para segundo plano.

1º dia

525 km, 8h 50m

de Casa até Guimarães

a grande viagem para estrear a aventura. uma paragem estratégica em Gaia, outra no Porto, tendo sido feito o check-up a uma francesinha num dos locais mais conhecidos.

chegados ao berço da nação, parámos por um dia para descanso o confratenização com uns amigos.

o dia seguinte foi dedicado a ver uma Guimarães molhada e com algum mau tempo.

depois das despedidas, seguimos rumo ao que viria a ser a nossa base para a semana, Póvoa de Lanhoso

2º dia

198km, 6h 46m

passeio pela zona do Barroso

Barragem de Salamonde

Fafião

Pincães – Pedra de Agua

Cabril – espigueiros

Paradela – barragem

Outeiro

Covelães

Pitões das Junias (não se visitou o Convento porque estava um frio do caneco e pq já era tarde)

Tourém (5 graus Celsius)

Espanha (Calvos, Cerdelo, Muiños, Torno, Villameá, Torneros. esta passagem por nuestros hermanos foi brindada com uma estrada em construção em que passámos por calhaus, tipo rally)

Portela do Homem

Vila do Gerês

encontro furtuito com outro casal de viajantes

3º dia

239km, 5h 32m

estava planeada uma volta pelo Gerês, mas o mau tempo fez com que fossemos para outras paragens, e assim foi por:

Ponte de Lima

Viana do Castelo

volta por autoestrada até Esposende

andamos pelo monte do Sameiro à procura de Braga, mas só vimos nevoeiro…

4º dia

235km, 5h 4m

mais uma volta inesperada

Guimarães de raspão, pois chovia a cântaros

Felgueiras

Lixa

Amarante – linda cidade, linda ponte, belas pastelar… confeitarias queria que dizer

Porto – a tal invicta… pouco há a dizer, cidade escura, tão decrépita como a capital, e com um transito caótico… a evitar

Foz do Douro

Matosinhos

Bom Jesus de Braga – para as fotos da praxe

5º dia

232km, 7h 8m

um dos mais longos, e o que mais me custou a fazer. uma das piores médias horárias, 33km/h; e é simples de explicar:

Cascata do Rio Arado (Tahiti)

Barragem de Vilarinho das Furnas

Barragem do Lindoso

Vila da Peneda

neste dia fica a memória, cavalos selvagens e a transformação da paisagem entre a serra do Gerês e a serra da Peneda

6º dia

293km, 7h 12m

muito para ver, pouco tempo em cada um 🙂

Ponte da Barca

Monção

Valença – fortaleza lindissima, a visitar de novo!

pitstop nos arredores de Tuy por duas razões, low on fuel e pela gasolina a 1.17 (cá estava a 1.42)

Caminha

Praia de Molêdo

Vila Praia de Âncora

Viada do Castelo – finalmente visitamos Sta. Luzia, que bela vista!

Ponte de Lima – que evitámos pois estava tipo domingo á tarde e era feriado (25 abril)

fomos à procura de Citânia de Briteiros mas já estava fechado…

7º dia

440km, 5h 1m

finalmente conseguimos visitar Guimarães como deve ser, no entando só conseguimos ir ao Castelo e ao Centro histórico.

e voltámos ao cinzento, o resto já sabem 🙁

categorias: coisas da minha mona,